03/05/2011

Mesma canção!!!

02/05/11

Até o jeito desengonçado dela de dançar, o deixava cada vez mais fascinado, porque o brilho que dela reluzia era a cada segundo mais intenso e encantador.
Não é possível entender - ou descrever - a estranha ligação que existia entre eles, até porque ela simplesmente existia e isso que importava e bastava (a eles)...
Algumas vezes ele tentava fugir, pois eram diferentes demais e algumas pessoas os 'aconselhavam' a isso, ao afastamento.
Mas, então, ela sorria e ele podia sentir o ar mais doce saindo de seus lábios, mesmo a quilômetros de distância e assim ele sorria também.


Eles tinham toda certeza que o coração pulsava no mesmo compasso, pois cantavam a mesma melodia. Já sabiam os acordes, os tempos, os ritmos de cada um e se deixavam envolver pela linda canção que embalava suas almas.
E dançavam...acompanhando as danças das folhas com a brisa de outono.
Estavam longe, mas cada vez mais perto...
Eles sabiam que bastava estar dentro do coração (canção) para estar perto e tinham plena certeza, um habitava o coração do outro...
Um dia, outra melodia, sem muita afinação ou harmonia, quis habitar o coração dela.

E ele se afastou mais, porque seria o melhor para ela.


Mas ela desafinou, não seguiu o canto secundário e aos poucos, como uma rosa que foi tirada de seu jardim, ela foi enfraquecendo...
Ele sentiu...
Ele correu...
Ele voltou...
E ao encontrá-la começou a cantar a melodia que nos últimos tempos havia embalado somente seu triste e solitário coração.


E ela - como uma dama da noite que se abre ao anoitecer - foi voltando a vida, cada acorde dele em seu violão, era um pulsar em seu coração (dela). Ele cantava cada vez mais apaixonado, mais certo de seu amor. E ela sentia isso, mas não somente ela e sim todo seu ser, sua alma...
E cantando ela a salvou. A fez se erguer e cantar com ele a melodia que, enfim, cantariam juntos por toda eternidade dos acordes...
Enquanto houver música eles ali estarão juntos, como o ritmo e a melodia; a letra e a poesia, que ao ganharem acordes se transformam na mais linda sinfonia que embala a dança, de noites e dias...




Só enquanto houver música os corações vão pulsar juntos...


AMD





NOTA:Lindos leitores, espero que gostem desse novo conto. E gostaria de ideias!
Beijinhus doces no coração de cada um!!!
Deus abençoe!

2 comentários:

Sus disse...

O amor pode tudo quando se vence o medo... e se lhe dá a devida oportunidade.

Beijos :)

Moi disse...

Sei que me visitas sempre por isso venho deixar o link para o meu novo blog

Beijos

Sus

Postar um comentário